15 DICAS PARAR ACERTAR NA ESCOLHA DA GRAVATA

Publicado: agosto 25, 2013 em Moda, Variedades

Gravata é um acessório admirado por muitos homens – e mulheres –, e odiado por outros. Mas, em algum momento da vida, dificilmente um cavalheiro escapa de ter de recorrer a ela. Portanto, guarde bem as dicas a seguir:

  1. A gravata precisa aparecer. Ela é o destaque no traje masculino. Assim, evite tons e estampas que fiquem “camuflados” na camisa. Em geral, fica elegante a gravata mais escura que o terno.
  2. Terno preto e camisa branca são os clássicos que ficam bem com praticamente qualquer tipo de gravata. Na dúvida, recorra a eles.
  3. Camisas listradas pedem gravatas lisas. Se você usar uma gravata listrada sobre listras, o excesso de informação acaba incomodando a visão de quem olha para você, em vez de passar uma imagem harmônica, elegante e agradável.
  4. Camisas lilás estão na moda. Para elas, a gravata ideal é a da mesma cor, ou arroxeada. Dependendo do tom, pode ser que um grafite na gravata também caia bem; vale a primeira regra: a gravata precisa sobressair.
  5. Gravatas estampadas ficam bem sobre camisas lisas. Informação demais cansa em vez de atrair.
  6. Gravatas de cores exuberantes, como verdes e amarelos, ficam bem sobre camisa branca, para não haver erro. A amarela pode ir sobre uma camisa de tom amarelo bem clarinho ou azul, caso tenha algum detalhe também em azul. E, se a camisa tiver um tom de bege clarinho, também aceita bem a gravata verde.
  7. Camisas pretas ficam ótimas com gravatas em prata escuro e bordô. Uma gravata também preta com listras brancas também fica muito harmônica.
  8. Camisas de cores fortes pedem gravatas mais neutras, que acabam contrastando naturalmente e sem exagero. Por exemplo, uma camisa bordô fica ótima com uma gravata em tom cinza-claro.
  9. Se você optar por uma gravata em relevo, cuide para que a camisa não tenha detalhes que “briguem” com o desenho. Se o relevo for bem discreto, pode ir sobre uma camisa listrada – desde que você se sinta seguro para criar a combinação.
  10. Se a gravata tiver mais de uma cor, é interessante que um dos tons esteja presente na camisa; na dúvida, essa regra é valiosa.
  11. As gravatas mais refinadas são as de jacquard e as de seda, e as mais simples, de poliéster – usadas em situações menos formais. As de jacquard com nó italiano (aquele mais grosso) são consideradas muito elegantes.
  12. Em ocasiões muito formais, é mais elegante usar gravata discreta.
  13. Ternos sequinhos pedem gravatas de espessura fina, enquanto os mais largos pedem gravatas maiores.
  14. comprimento da gravata deve chegar à fivela do cinto.
  15. Gravatas engraçadinhas fizeram sucesso nos anos 80 e início dos 90 (quem não se lembra das usadas pelo querido Didi Mocó?!), quando alguns empresários quiseram passar uma imagem de descontração no ambiente corporativo. Como nessa época tudo era muito over, fazia parte do contexto, e foi uma manifestação legítima. Porém, se pensarmos bem, a função da gravata é exatamente a de transmitir formalidade, então, será que não faz mais sentido deixar de usar uma do que bancar o engraçadinho?

Se, por fim, você tiver muito problema em fazer o nó, não se desespere: não é difícil encontrar nas lojas gravatas com o nó já pronto!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s